quarta-feira, fevereiro 11, 2009

Em defesa de Celso Lungaretti

Quem acompamha os blogs e a esquerda brasileira deve comhecer ou ter ouvido falar de Celso Lungaretti. Tripudiado pela esquerda de botequim e os dinossauros que nunca enfrentaram verdadeiramente a ditadura cara a cara nos seus porões e nos combates de rua e de selva, sabe que ele nunca parou de lutar para provar suas verdades , defender suas posições e idéias e o futuro de uma humanidade livre e socialista.
Volto a fazer sua defesa porque estamos no mesmo campo de defesa dos ideais humanitários e contra os que querem agora, julgar de novo e eliminar o valente revolucionrio italiano Cesare Batistti, preso injustamente no Brasil e alvo e uma falsa e bestial polemica.


Conheci Celso Lingaretti logo que sai da prisão e frequentava o nucleo Cultural da Cacimba. Ali se estabeleceu uma enorme polemica sobre seu comportamento na prisão e o episódio da sua aparição na TV repudiando a luta armada e aconselhando os jovens idealistas e revolucionarios a abandonar a alternativa da luta armada. Tive a coragem de defendê-lo e suas posições e seu direito de defesa. Entendi suas atitudes porque tinha passado anos na prisão e visto do que a repressão era capaz e do que o ser humnao pode suportar. Sempre o considerei um revolucionário. Mesmo com nossas diferenças, consideramos que os defensores do bem estar da humanidade, em principio são revolucionarios.
Me considero seu dileto amigo e admirador por sua luta em defesa da verdade e da revoluçãso. Ele sabe que tem em mim um companheiro de luta e pela revolução.
Luiz Aparecido
militante do PCdoB há quase 40 anos

4 comentários:

Luiz Ap. disse...

MEU CARO LUIZ,

JÁ NEM ME IMPORTO MAIS COM A OBTUSIDADE DE ALGUNS COMPANHEIROS, QUANDO O CASO É APENAS PESSOAL. PRECISAM DE BODES EXPIATÓRIOS PARA SENTIREM-SE BEM? AZAR DELES.

MINHA VERDADEIRA BRONCA É COM AQUELES QUE TÊM RANCORES CONTRA A LUTA ARMADA, CONTRA OS QUE TRAVARAM A LUTA ARMADA E CONTRA OS QUE DEFENDEM A MEMÓRIA DA LUTA ARMADA. COMO O MINO CARTA E O ÉLIO GASPARI. ESSES ME DETESTAM PELO QUE ESTOU FAZENDO AGORA, NÃO ESTÃO NEM AÍ PARA O QUE ACONTECEU EM 1970.

UM FORTE ABRAÇO!

CELSO

Fernanda Tardin disse...

Faço das palavras de Luiz as minhas e assino , atestando a veracidade abaixo delas.

Celso é um combatente e por isso combatido (tática antiga usada para queimar os combatentes).

Abração

Fernanda Tardin

amaral disse...

Não conheço pessoalmente o Lungaretti, conheço-lhe a história de luta, desde jovem, contra a ditadura, pela liberdade e pela construção de um mundo melhor para os que vierem depois de nós. E isso me basta porque temos os mesmos ideais libertários. Tê-lo como companheiro muito me honra.Tenho o compromisso de defendê-lo onde quer que seja.

amaral disse...

Não tive o privilégio de conhecer pessoalmente o Lungaretti. Conheço-lhe a história de vida, desde jovem, contra a ditadura, pela liberdade e pela construção de um mundo melhor para os que vierem depois de nós. E isso me basta, porque temos os mesmos ideais. Não nos vergamos às injustiças, ocorram onde ocorrerem. Somos internacionalistas, como convém aos revolucionários de esquerda.