sexta-feira, agosto 13, 2010

Uma mulher faz a polemica da eleição capixaba!


A candidata polemica
Vitima da hipocrisia quer ter vóz no Parlamento



Antes que as aves alvissareiras leiam este “post” e me interpretem mal, digo logo: meu candidato a deputado estadual no Espirito Santo é Namy Chequer, do PCdoB, 65651 e sugiro a todos meus leitores capixabas, que votem nele e na chapa completa do PCdoB, com Renato Casagrande, governador-40, Ricardo Ferraço, Senador e deputado federal, Nodir colombo, também do PCdoB.
Então vamos as questões que quero abordar!
Esta causando polemica e muito disse me disse no Espirito Santo, principalmente na Grande Vitória, a candidatura pelo PRP, da jovem Roberta Schuartz, que há dois anos, foi alvo de um escandalo em Nova Yorque, quando o apartamento em que morava e dava abigo a outras moças, foi invadido pela policia e ela presa e acusada de proxenetismo. As autoridades na época, chegaram a bloquear o saldo bancario dela, que diziam passar de um milhão de dólares e a mantiveram presa varias semanas, até que sua familia e o Consulado brasileiro na capital do Mundo capitalista, consegiu lbera-la. Já o governador de Nova Yorque, acusado de ser frequentador do apartamento e gostar da companhia das moças, acabou perdendo o mandato.

Ela então deixou tudo que havia conquistado nos “States” e veio embora para o Espirito Santo, onde com a ajuda de amigos e da familia, recomeçou uma nova vida. Mas o estigma de “garota de programa” e proxeneta continuou a persegui-la. Mas numa ousadia maior ainda, decidiu se candidatar a deputada estadual, aproveitando a fama, má ou boa, que havia conquistado, no intuito de defender o direito das mulheres ou homens de trabalharem no que mais lhes aprouver. E ela esta na luta e pelo visto conseguindo sensibilizar muita gente que a esta apoiando e incentivando-a.

Direito de todos

Roberta Schuartz tem todo o direito de ser candidata. O Parlamento estadual ou federal deve ter representantes de todos os segmentos da sociedade. As garotas de programa, prostitutas e outras que exercem algum tipo de oficio que é marginalizado pela sociedade, precisam nas diversas instancias do poder, de pessoas que as representem e as defendam. Essas mulheres e rapazes, tambem que exercem o mesmo “trabalho”, acabam por sofrer não só preconceito, mas até mesmo violencia no exercicio de suas funções. Apanham dos parceiros, são roubadas e vilipendiadas e na maioria das vezes, quando procuram as autoridades para denunciar o que sofrem, acabam passando de vitimas a suspeitas ou culpadas.
No Brasil mesmo, elas já se organizaram em Sindicatos e até Ongs, como a “Daspu”, para as defenderem e representarem. E afinal, proporcionar prazer, pago ou não, não deveria ser crime. Ela, no caso da Roberta, não roubou, não enganou ninguem, frequentava sua casa quem queria e sabia porque.
Em muitas sociedades o que ela fazia e o que as(os) outras ainda fazem não é ilegal, pelo contrario é protegida pela lei e as autoridades, vide Holanda e Dinamarca.
Só numa sociedade hipocrita e ignorante como a americana pode fazer o escarcéu que fez com o governador e ainda prender a Andréia. Ela deveria é ser condecorada por proporcionar prazer e diversão às pessoas. E ainda sequestram o dinheiro que ela levou anos para ganhar e que deve servir agora, para financiar a maquina de guerra americana que mata civis inocentes e até crianças no Iraque, Afeganistão e outros lugares do mundo onde interveem.

Uma moça que se aventurou do rincão longiquo do interior capixaba para a capital do mundo e usando sua beleza, esperteza e tino para os negócios, se deu bem, deve ter despertado muita inveja e cobiça, até de autoridades! Porque ela atuou tanto tempo sem ser importunada e quando o governador do Estado de New York vira fregues, ela é logo perseguida? A tal ponto que montaram uma armadilha para ela e seus fregueses. Até que a policia bateu em sua porta! Porque não prendem a Paris Hilton e outras peruas que fazem o mesmo ou muito pior que Andréia, que por sinal usava aquilo como trabalho.
A polemica esta no ar, mas meu candidato é o Namy Chequer-65651

4 comentários:

Fernando Claro disse...

Caríssimo Aparecido, tudo bem?

Espero que a hipocrisia existente, também, no Brasil, não seja obstáculo para a candidata que representa um segmento da sociedade.

Saudações e vamos ao voto consciente!

O Claro

CFLima disse...

Boa escrita.
Destoa é o seu candidato, embora respeite suas origens.

Laguardia disse...

Nós, brasileiros patriotas, desejamos um Brasil livre de corrupção. Um Brasil em que os nossos políticos trabalhem dentro de princípios éticos e de honestidade.

Desejamos um Brasil com justiça social para todos. Por este motivo não é possível votar pela continuidade do governo mais demagogo e mais corrupto deste país.

Votar em Dilma é votar no retrocesso. É votar na continuidade da mentira, da demagogia, da roubalheira, dos mensalões.

Diga SIM a um país soberano e ético que trate seus cidadão com dignidade. Diga NÃO a Dilma Rousseff.

Luiz Ap. disse...

Meu caro Laguardia.
Voce esta vendoo Brasil pelo retrovisor.Olhe para frente e sem preconceitos.Dilma éum salto dequalidade num país pós Lula. Andar para tras é votar nos neoliberais que venderam e dilipendiaram parte do Brasil, e o afundaram em dividas e só fizeram mais ricos os que eram milionarios. Pense bem.