quarta-feira, dezembro 19, 2012

Proposta de evento para protestos pelos 50 anos da instalação da Ditadura Militar no Brasil!!



Camaradas, companheiros e amigos!

O companheiro Joelson Mendonça, do Rio Grande do Norte, militante das redes sociais,  dos direitos humanos e movimentos sociais, além de estudioso do período da Ditadura Militar no  Brasil, elaborou uma proposta, que repasso aos camaradas, companheiros e amigos para apreciação e incentivo a realização. Segue abaixo a proposta e o endereço eletrônico dele para contato.
Considero a iniciativa dele viável e depende dos partidos políticos de esquerda e democráticos, dos movimentos e ONGs de Direitos humanos e movimentos sociais tomarem agora a frente e partir da a articulação e organização dos eventos propostos:
Luiz Aparecido-PCdoB/DF, Cebrapaz/DF e Núcleo do Centro Barão de Itararé em Brasilia


PROPOSTA DO JOELSON:
Tenho uma proposta sobre algo para lembrar os 50 anos do GOLPE MILITAR, a:

"Caravana dos 50 anos de lembrança e repúdio [como disse Valquíria Prochmann] ao golpe militar de 64".
[o título e uma sugestão, por enquanto uso-o para divulgar a ideia]
Essa "caravana" teria INÍCIO no dia 31 de MARÇO de 2013 e TÉRMINO no dia 1º de ABRIL de 2014. A caravana percorreria TODO O BRASIL, fazendo palestras nas universidades federais, nas capitais e em outra cidade secundária em questão de importância depois da capital de cada estado; também levaria livros para serem vendidos, expostos, documentários para serem exibidos e/ou usados para serem auxiliadores nas palestras; estas seriam realizadas sempre com um grupo fixo que faria essa caminhada por todo o país e contaria com a presença de estudiosos e ex-militantes locais que pudesssem contar sua história e auxiliar no evento.
Porém um fator é fundamental nessas palestras: desmentir a versão dos militares que é a mais difundida e aceita no país, gerando assim um preconceito com os comunistas, com aqueles que foram presos entre outras questões. Além disso levar casos de atentados e ameaças sofridas, até hoje, por pessoas que decidem contar as atrocidades cometidas no período da ditadura. Explicar também como se deu o golpe, o que levou até isso, as articulações feitas com os EUA, falar sobre o "milagre econômico" que é muito exaltado para justificar e defender a ditadura militar; outros pontos, outras questões surgirão no momento, com perguntas dos espectadores-participantes.
O término da caravana seria um grande evento, uma solenidade com a presença de todos os ex-presos políticos, ex-militantes do período que se puder reunir e levar para esse encerramento; em São Paulo, ou em Brasília, é uma sugestão. O evento que finalizaria o projeto teria a presença também da presidenta Dilma, e poderia também convidar as diversas outras Comissões de outros países da América Latina que investigam os crimes cometidos no período em que viveram a ditadura militar nos seus respectivos países, principalmente da Argentina, onde são presos os acusados, os torturadores.
A mensagem que deve ser deixada com esse evento, essa "caravana", é a de que a ditatuda militar não foi uma coisa benéfica para o país e para a população, que foi uma afronta à democracia, que retirou direitos arbitrariamente, ceifou vidas dos que lutaram contra o regime em vigor e deixar a mensagem final de que isso não deve se repetir, mostrando também a realidade atual que parece caminhar para um novo golpe, ou seja, DITADURA NUNCA MAIS!
O que vocês acham da ideia? Pensei isso, mas queria que se formasse um grupo para dar realização a isso, montar a estrutura, organizar e fazer com que isso se concretize.



Atenciosamente,


Joelson Mendonça
joelsonmend@hotmail.com

Um comentário:

Jose Ferreira Ferrerinha disse...

A iniciativa é ótima, vamos amadurecer a ideia, e buscar os recursos necessários!